Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

Quem sou eu

Eu não quero mais brincar de te querer

Já levaram muitas partes de mim, e quando lhe conheci, estava aos pedaços... Pensava que você era diferente, mas agora há uma dor incomum dentro de mim.
Não pensava que você teria esse efeito sobre mim; pensava que era tudo uma brincadeira, um capricho, uma distração para o meu coração não se sentir solitário.
E agora dói demais.
Então, que vá embora, não olhe para trás.
Quando o último momento de nós nos vermos chegar, saiba que eu estarei feliz: finalmente o meu sofrimento terá um fim.

Você estava certo quando disse que o primeiro a esquecer é o mais feliz; vamos brindar a sua felicidade, e a daquela que agora é só sua.
Todos estavam certos no final das contas, só eu a errada, sempre em te querer. A esperança nunca morreu, mas hoje ela se suicidou.

Prometo a ti que irei me empenhar, mas prometo a mim mesma que serei feliz.
Na minha mente eu vi algo que criei, mas agora eu vejo as coisas como você as via.
Nunca houve nada especial.
Nunca houveram olhares.
Você nunca sentiu nada; sempre uma pedra de gelo.
Você nunca se importou com o que poderia estar provocando. Já eu me importei por nós dois.

Você nunca gostou de mim, não?

Pois eu digo, que gostei de cada dia que te via. Te olhava. Te esperava. Só tinha olhos para você.
Que pena, me ceguei por tanto tempo, ignorando o que podia estar do meu lado; e oportunidades perdidas para a esperança.
Já você era o invisível. Então comecei a te tratar feito um. Por mais difícil que foi, tinha de ser desse jeito.
Eu tinha que sofrer mais uma vez. É horrivel ser viciada nesse certo tipo de tristeza.

Obrigada por mais uma lição dolorosa, viu. É assim que eu cresço.
Sofrendo, a cada dia aprendendo a não sentir mais.
A quem eu estou enganando; quanto mais eu quero não sentir, mais eu sinto.
Eu só preciso chorar, para limpar a tristeza dentro de mim; aí estará tudo bem. Eu não choro mais por você, e sim por mim.

0 Comentários:

Postar um comentário