Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

Quem sou eu

No meio do caminho...

Eu estou perdida. Não sei para onde vou, o que eu estou fazendo de minha vida...

Eu sei que estou fazendo tudo errado, mas não consigo mudar essa situação. Cada passo que eu dou para frente, volto para trás. Então como viver a vida? Será que nunca vou descobrir?

Em certos dias eu me sinto morta, e não há ninguém que me reanime. É como se eu estivesse em uma fila colossal e saísse dela para sentar no chão, observasse as pessoas que nela continuam. Eu me desligo da vida. Eu não faço mais parte dela. Vivo somente de telespectadora.

Não sei quanto ao meu redor, mas até eu mesma sinto meu olha distante as vezes, sinto quando eu me desligo e não consigo evitar; encaro o nada e tudo se transforma em um borrão.

Me pergunto o por quê de eu estar fazendo o que eu faço. Vivendo o dia a dia. É como se o que eu faço nunca é o suficiente. Tudo é em vão.

Eu falho com minha família, falho em minha religião, eu falho com o próximo, com meus amigos... Eu tento enganar a mim mesma; eu tento enganar a Deus, sabendo que nunca serei perdoada pelos meus pecados, e por fazer isso.

Não há ninguém do meu lado, todas as pessoas se perdem. Eu as afasto. Não que não sejam boas o suficiente para mim; sou eu que não sou o suficiente.

Eu não posso pensar em desistências, pensar me machuca. Eu não quero ser uma desistente, mas tem vezes na minha vida em que eu penso que a melhor opção é desistir de tudo. Dói menos quando não se faz nada; melhor do que fazer algo e não ter resultado algum. Posso colocar em minha cabeça que pelo menos eu tentei, mas nem isso me convence mais.

Mas eu não tenho coragem para isso. Até para desistir eu sou uma covarde. Não quero deixar o mundo para trás, mas não consigo viver nele!

0 Comentários:

Postar um comentário